UCA
  Contenido en Español Español |   Contenido en Inglés English |   imprimir el articulo

A Universidade

Acta de Inauguração
Acta de Inauguração

"A Universidade Católica, como uma universidade é uma comunidade académica que de modo rigoroso e crítico contribui para a proteção e o desenvolvimento da dignidade humana e do património cultural através da pesquisa, ensino e os diversos serviços oferecidos às comunidades locais, nacionais e internacionais. Ela goza daquela autonomia institucional necessária para desempenhar as suas funções de forma eficaz e garante aos seus membros a liberdade académica, salvaguardando os direitos do indivíduo e da comunidade dentro das exigências da verdade e do bem comum." (Ex Corde Ecclesiae parte I )

Por sua própria natureza, a universidade é uma comunidade. Como tal, propõe-se a trabalhar em harmonia, unida em diversidade à qual se abre respeituosamente, atenta à expressão responsavel e espontanea dos seus membros, autentica enquanto a que todos eles devem obrar conforme os principios que a rigem e no espírito Cristão que a incentiva.

A comunidade UCA procura crescer no diálogo sincero, na reflexão sobre si mesma, para aprofundar suas conquistas, corrigir caminhos cada vez que seja necessário e ajudar cada membro a atingir a sua plenitude como seres humanos. Em última análise, dar lugar a uma universidad viva e creativa; comprometida com a sociedade e a cultura em que está inserida.

"As universidades foram sempre distinguidas pelo amor à sabedoria e à busca da verdade, já que o verdadeiro propósito da universidade, com referência constante à visão cristã que reconhece no homem a obra-prima da criação, como forma imagem e semelhança de Deus (cf. Gn 1, 26-27). Sempre foi característica desta visão a convicção de que existe uma unidade profunda entre a verdade e o bem, entre os olhos da mente e do coração: " Ubi amor, ibi oculos", dizia Ricardo de São Victor (cf. " Beniamin minor”', c 13): o amor faz ver. A universidade nasceu do amor pela aprendizagem, a curiosidade de conhecer, de saber o que é o mundo, o homem. Mas também de um conhecimento que conduz à ação, o que acaba por conduzir ao amor" (Bento XVI, 1 de. abril de 2006).